27 setembro, 2016

30 Letters: Alguém que você deseja que te perdoe

Olá, como vão vocês? Eu já queria fazer esse projeto aqui no blog há um tempo, mas só agora lembrei dele. A proposta é escrever trinta cartas em trinta dias, mas como não posto todo dia aqui, farei quando não tiver ideia do que postar aqui no blog, haha. Espero que você leiam até o final, sinceramente, eu fiquei em dúvida se falava disso aqui, pois é uma coisa que só guardei para mim todo esse tempo, e estarei tirando um peso dividindo essas palavras com quem ler.

Querido D,

Eu deveria ter lhe dado mais valor como pessoa. Eu sei que fui uma criança tola e uma garota imatura, não pense que eu não gostava de você, pois você era muito legal comigo, e quase ninguém era. Mas eu errei em ouvir o que as outras pessoas diziam de você, diziam de nós, e eu ficava com raiva pois eu não tinha aprendido a ignorar esse tipo de provocação feita pelas pessoas de minha própria família. Eu não queria afastar você e dar a impressão que você era um peso, eu sei que foi exatamente isso que você pensava, mas eu gostava de sua companhia, e das tardes que você vinha em minha casa e jogávamos The Sims.

Então, não mais aguentando as provocações eu comecei a te afastar, todos os dias que você vinha bater no portão de minha casa eu pedia a minha mãe que te dissesse que eu estava estudando, talvez uma única vez eu estivesse, mas a verdade que você já devia ter descobrido era que não era verdade. Você desistiu de vir. E agora cá estou eu te pedindo desculpas por ter feito essas tolices, depois de oito anos. Mas nunca é tarde, e tudo isso que aconteceu para alguns não é nada demais, porém depois de algum tempo eu descobri que para mim significava alguma coisa, pois você foi o primeiro que gostou de mim, e se eu soubesse que seria o último nós estaríamos amigos até hoje, ou pelo menos eu saberia que você não me odeia. Nas ruas da vida, nós ficamos lado a lado e eu nada disse, mas não é porque eu te achava uma pessoas chata, era vergonha mesmo, por não ouvir a mim mesma. Pois toda vez que passo em frente a sua casa, eu lembro do que eu fiz, e só agora sei que devo dar valor as pessoas que realmente são dignas de minha amizade.

Enfim, se você por acaso ler esta carta, venha até minha casa para ficarmos horas a fio jogando The Sims como costumávamos fazer.

Atenciosamente, Bia.

10 comentários

  1. Olá, eu vou bem e você? Pensei em realizar esse projeto a muito tempo, fiquei bastante indecisa e comecei ele no meu antigo blog mas ainda não sei dizer se irei continuar por aqui.

    A sua carta ficou, espero que ele leia e que vá até a sua casa jogar contigo. Espero que ele te desculpe pelos erros e que vocês possam se aproximar mais uma vez.
    http://m-onologo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu vou bem também Ana, obrigada por perguntar.
      Fico feliz que tenha gostado da carta. Eu também espero isso, é meio improvável de acontecer, mas a vida pode nos surpreender :)

      Excluir
  2. Que carta linda, é tão ruim percebermos o quanto uma pessoa faz falta depois que ela não está sempre ali :(
    beijos
    http://lolamantovani.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá,Bia! Como você,está? De inicio já amei seu layout,achei muito inspirador.. Me lembra livros da minha infância só que com mais maturidade entende? Me lembrou um pouco o filme Palavras Cruzadas não sei porque.. Trinta Cartas? Pretendo começar ano que vem,esse projeto! Achei a carta muito,meiga! Você pretende manda - lá,ou foi algo aleatório mesmo? Quem sabe ele te desculpe pelos suas falhas não é mesmo? Beijos ♥
    • reckless •

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou bem Luccas, espero que você também!
      Ah que felicidade, um pouco da inspiração desse layout veio exatamente desses livros <3

      Não pretendo mandar a carta - até porque o "D" é meu vizinho... Enfim, muito obrigada pela visita!

      Excluir
  4. Olá Bia!Que lindas palavras, seu jeito de escrever é encantador!Que layout lindo! Amei demais seu blog! Continue postando mais destas cartas, adoraria ler mais do que escreve!

    http://simplyradioactive.blogspot.com.br/
    <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anw Nicole, obrigada pelos elogios, sempre fico insegura com o modo que escrevo, é bom saber que lhe agrada!
      Pode deixar que postarei mais sim, obrigada pela visita.

      Excluir
  5. Muito ruim perceber que a gente perdeu uma pessoa por erros pessoais, por escolhas e tal. Eu espero que um dia essa pessoa volte e que vocês possam ser amigos de novo ou que pelo menos ela entenda que você cometeu um erro e que se arrependeu. :(
    Acho que irei começar esse projeto também, sou louca por cartas e parece ser um bom projeto para estimular a criatividade e pra botar pra fora aquilo que cansou de ficar dentro.

    Beijos!
    they call me maya

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um sentimento bem ruim, mas eu era criança e as vezes a maioria age assim, nós ainda não aprendemos lições o suficiente.

      Um abraço!

      Excluir

Ps. Marque a caixinha "notifique-me" para saber quando respondi seu comentário (:

Fique à vontade se quiser dizer algo sobre a postagem, ficarei feliz em respondê-lo!

"Existem coisas melhores adiante do que qualquer outra que deixamos para trás".
- C.S. Lewis

Desenvolvido com ♡ por Beatriz Carvalho | Proibida cópia parcial ou total e/ou inspiração ©
Powered by Blogger.